A beleza natural brota de cada flor, dos reflexos da luz na água, da força serena das velhas árvores. Ela está em todos os lugares. A natureza me emociona, renova e refresca. Encontro tranquilidade, alegria e cura nas coisas mais simples da vida. Quando olho ao redor com amor, descubro que é mais fácil olhar para mim mesmo com amor. Faço parte da natureza e por isso sou belo de um jeito único e próprio. Para onde quer que eu olhe, vejo beleza. Hoje estou entrando em contato com tudo que é bonito que existe na minha vida.





Louise Hay







segunda-feira, 27 de junho de 2011

Lavanda Culinária



Pra adoçar este frio, uma receita utilizando as florzinhas da lavanda...
Uma graça de receita...

Amanteigados de Lavanda

200gr de manteiga amolecida
1/2 xícara (chá) de açúcar ( pode-se usar o aromatizado)
2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (chá) de raspas de limão
1 colher ( chá) de suco de limão
2 colheres(sopa) de flores frescas** de lavanda ou
1 colher (sopa) de flores secas de lavanda *

Numa tigela, bater a manteiga com o açúcar, formando um creme . Adicionar as flores de lavanda , o suco e as raspas de limão, misturar bem e juntar a farinha de trigo, misturando inicialmente com uma colher, e depois com as mãos, formando uma massa homogênea.
Embrulhar em filme plástico e levar à geladeira por 30 minutos, no mínimo, pois a massa precisa estar firme para ser manuseada.
Abrir a massa em superficie levemente polvilhada com farinha de trigo, com espessura de 0,5 cm e cortar em quadrados de 4 cm. Ao manusear a massa, polvilhe levemente com farinha de trigo por cima para não grudar.Colocar os quadrados em assadeira untada e forrada com papel vegetal ou papel manteiga e levar ao forno médio pré aquecido ( 325 F ou cerca de 160 C ) por aproximadamente 25 minutos ou até que as bordas dos biscoitos comecem a dourar.
Esfriar os biscoitos numa grade e guardar em recipiente fechado. Rende cerca de 48 biscoitos.**Usar flores frescas de lavanda apanhadas no jardim; jamais utilize lavandas de floriculturas, pois estas contem pesticidas.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Aromaterapia e Lavanda


Aromathérapie.

Onde tudo começou...

A palavra Aromaterapia surgiu no início do século XX para se referir a utilização de óleos essenciais e plantas em diversos tratamentos terapêuticos.

René Maurice de Gattefossé, químico na industria de perfumes de sua família na França, em 1928 trabalhando em seu laboratório, sofreu um acidente onde um produto inflamável caiu em seus braços causando uma séria queimadura. Num ato sem pensar ele mergulhou seus braços numa tina de lavanda, que pensava ser de água e percebeu imediatamente que a sensação de dor logo passou. Em poucos dias o machucado havia sarado e no lugar da queimadura não ficou nenhuma cicatriz. Isto o levou a se interessar em pesquisar as possibilidades terapêuticas dos óleos essenciais. Em função dessa ocorrência, passou a pesquisar os óleos essenciais e o efeito terapêutico e psicológico dos aromas, tendo publicado o seu famoso livro “Aromathérapie” em 1937.

O caminho da Aromaterapia foi iniciado pela Lavanda, assim abriu as portas para os demais estudos que tanto enriquecem nosso trabalho terapêutico..

Michael Hoppé: Lavender Shadows [ HD-BS ]

segunda-feira, 16 de maio de 2011

LAVANDA



Resolvi falar um pouco desta planta pela qual tenho um grande amor... A Lavanda em todos os níveis é intensamente especial e significativa...desde seu uso terapêutico, na aromaterapia, na fitoterapia, na decoração de ambientes e jardins e inclusive na culinária...Energeticamente, basta olhar para um campo de lavanda florido que o espírito fica mais leve e radiante...
Aí estão algumas curiosidades, e durante esta semana vou tentar passar dicas para o uso da Lavanda no dia-a-dia...


Entre os inúmemos méritos desta flor, vamos citar algumas; perfumar os cômodos da casa com água de lavanda imprime sensação de bem estar aos ambientes, e segundo a tradição, ajuda a espantar as energias negativas.
Muito popular na Grecia e Roma antigas, o nome lavanda vem do latim" lavare" (lavar) , e já era usada naquela época para banhos e incensos, pois seus poderes calmante e anti séptico já eram bem conhecidos.
Em Portugal e Espanha da Idade Media, água destilada de lavanda era usada para lavar pisos de casas e igrejas, em épocas de celebrações, com o propósito de espantar insetos e perfurmar ambientes. Na antiga Inglaterra, assim como na França, queimava-se folhas de lavanda no combate às pestes ( doenças ) propagadas pelo ar.
Santa Hildegarda de Bingen, no século XII, recomendava cheirar as flores de lavanda para "espantar os maus espíritos e a amargura" ( provavelmente ela se referia à depressão ) e passar o chá no couro cabeludo para espantar... os piolhos!

Sachês feitos com suas flores secas e colocados em gavetas e armários, passam um cheirinho especial às roupas e as protegem contra traças.
O chá de lavanda ajuda no combate a infecções, mas também pode ser tomado por quem deseja uma boa noite de sono ( 1 colher (chá) de flores secas em 1 xícara de água fervida; abafar por 10 minutos e coar ). Sua essência, num óleo ou creme para massagem, induz ao estado de ralaxamento e, para bebês relutantes com o sono, é um santo remédio contido em saquinhos debaixo do travesseiro ou em forma de banho, sempre no final da tarde ( atenção com a procedência do produto para se evitar alergias ).

Esta é a polularidade da Lavanda!! Sempre bela e aromatizada!

Observem como estão florindo nesta época do ano...um calmante para os sentidos!

Abraço!

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Negócios


Bom dia! Gostaria de compartilhar uma matéria do momento espírita que achei de muito valor, bom para refletir...


"Ganhar a vida já não é suficiente, o trabalho tem que nos permitir vivê-la também.
A frase é daquele que é considerado o pai da administração moderna – Peter Drucker – e revela uma verdade preciosa para os dias de hoje.
Drucker acompanhou um período sem precedentes na Terra, no que diz respeito ao mundo dos negócios.
Nascido em 1909, veio a desencarnar em 2005, após uma vida de muitas conquistas e de farto material produzido na área corporativa.
Sua citação sobre o papel do trabalho, da profissão, em nossa existência, precisa ser analisada em profundidade, pois traz consequências imediatas em todo viver, uma vez colocada em prática.
A profissão tem como função principal nos fazer peça útil na sociedade e, também, nos propiciar o ganha-pão.
A reflexão de Drucker nos convida a pensar: De que adianta ganhar a vida, ter o meio de sustento, ter riqueza, se não consigo “usufruir” disso tudo para meu benefício?
O trabalho tem que nos permitir viver a vida. Ele não pode nos escravizar numa teia de compromissos, responsabilidades, sem nos deixar sequer respirar o ar de uma bela manhã.
Se nos transformamos nos chamados workaholics, perdemos o foco verdadeiro da encarnação, trocando os meios pelos fins.
Sim, a profissão, o trabalho, tudo isso são meios. Meio de subsistência; meio de crescimento intelectual, meio de ser útil.
Quando percebermos que o mundo dos negócios, a vida profissional está nos deixando quase loucos, é tempo de parar tudo e repensar.
Temos, como Espíritos encarnados, compromisso direto com a melhoria material do planeta, ao mesmo tempo que temos compromisso conosco de nos melhorarmos, de nos tornarmos pessoas de bem.
Assim, não podemos deixar que essas atividades simplesmente nos absorvam todas as energias, a ponto de nos fazer chegar em casa, ao final de cada dia, sem vontade sequer de conversar, de brincar com um filho pequeno, de sorrir.
Temos que dar a cada coisa seu devido valor. E o mundo dos negócios não pode ser mais importante do que a família, do que a saúde de nosso corpo e de nosso Espírito.
Se você percebe que a vida tem lhe carregado para esse caminho, pare, pense, reflita, reprograme tudo enquanto há tempo.
* * *
Do Eclesiastes do Antigo Testamento Bíblico retiramos:
Melhor é um punhado com descanso, do que ambas as mãos cheias com trabalho e aflição de espírito.
Pense nisso. Pense se realmente vale a pena tanta aflição, tanto desespero, tantas horas de tensão, apenas por questões puramente materiais.
Não podemos deixar de trabalhar, é certo, mas quem sabe possamos deixar o trabalho mais leve, menos extenuante, menos neurótico, permitindo que vivamos a vida em abundância.
Pense nisso."

(Redação do Momento Espírita.)

quinta-feira, 31 de março de 2011

quarta-feira, 16 de março de 2011

Aposte nas Terapias Naturais no início do Ano!


Todo começo de ano é propício para renovar as energias e trazer vibrações positivas para mais um ciclo da vida que se inicia.
Depois dos excessos cometidos até o Carnaval, o corpo está cheio de toxinas e é preciso eliminá-las para garantir o bom funcionamento do organismo. Para isso, nada melhor do que iniciar o ano com força total, eliminando essas impurezas que incomodam o corpo, a mente e até as emoções, através das terapias naturais.
Os tratamentos naturais são usados desde os primórdios para os rituais e costumes dos gregos, egípcios e chineses, que descobriram por meio da natureza uma alternativa para tratar males físicos, mentais, emocionais . Dois destaques desses métodos são a AROMATERAPIA e o tratamento com FLORAIS.
A Aromaterapia, ciência que estuda os efeitos dos aromas - dos óleos essenciais -, tem por função ajudar no combate das toxinas produzidas diariamente pelo corpo humano. De acordo com a aromaterapeuta e aromatóloga Sâmia Maluf, de São Paulo, "somos o que comemos, o que bebemos e o que pensamos."Sâmia ainda ressalta que todas as atividades realizadas durante o dia-a-dia desenvolvem toxinas. Elas estão em toda parte, causadas pelos níveis crescentes de poluição ambiental e até pelos próprios pensamentos negativos."
Os óleos essenciais podem ser utilizados de várias maneiras: inalados e usados em massagens, compressas, banhos terapêuticos ou até mesmo em escalda pés. Utilizá-los em massagens, por exemplo, apresenta outro benefício, além do aroma ser inalado e o óleo ser absorvido pela pele. Neste caso, os movimentos estimulam ainda o fluxo sanguíneo.
Assim como na Aromaterapia, os florais funcionam de forma vibracional. As essências buscam eliminar o sintoma detectado e também chegar à causa que proporciona o desequilíbrio entre o corpo físico e o espírito do indivíduo.
A terapia com florais é essencialmente um padrão vibratório. Portanto, pode ser prescrita para qualquer pessoa, de qualquer faixa etária, e também para animais, pois não possui substâncias químicas em sua composição. Mas, para a indicação de um floral, é necessária uma análise detalhada do cliente (sendo que cada profissional utiliza seu método ). A partir dela, chega-se a um tratamento adequado.

As terapias naturais, analisam o ser humano como um todo, mental, emocional, físico e espiritual tratando o ser de forma holística, seguindo sua própria natureza em busca do equilíbrio,do bem estar e da qualidade de vida.

Uma experiência única e enriquecedora na escala da vida!

Abraço a todos!!

Tatiane

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

FLORES SEMPRE EM MIM!!!!!


As vezes, dentro o caos e o confuso, a falta de luz, permanecem sempre elas...as mesmas...as eternas flores...que uma vez dentro do nosso espírito...permanecem por todo o sempre...
Vida florida,

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Algo sobre Almas Gêmeas...


Gostei da forma como foi tratado o assunto em um trecho do livro, " Comer, Rezar e Amar"...uma forma de pensar interessante; vou escrever alguns trechos para compartilhar a idéia...
" As pessoas acham que alma gêmea é o encaixe perfeito, e é isso que todo mundo quer. Mas a verdadeira alma gêmea é um espelho, a pessoa que mostra tudo que está prendendo voçê, a pessoa que chama a atenção para voçê mesmo para que voçê possa mudar a sua vida. Uma verdadeira alma gêmea é provavelmente a pessoa mais importante que voçê vai conhecer, porque elas derrubam as suas paredes e te acordam com um tapa.Mas viver com uma alma gêmea para sempre?Não. Dói demais.As almas gêmeas só entram em sua vida para revelar a voçê uma outra camada sobre voçê mesmo, e depois vão embora.
...
- Mas eu amo ele.
- Então ame ele.
- Mas eu sinto saudade dele.
-Então sinta saudade. Mande um pouco de amor e luz sempre que pensar nele depois esqueça."

Cada pessoa com o tempo marcado na vida de cada um...importante observar...qual o aprendizado,,
Sorte de quem já as encontrou,

Beijo!!

Tati

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Estrelas


"Era uma vez um escritor que morava numa tranquila praia, perto de uma colônia de pescadores. Todas as manhãs ele caminhava à beira do mar para se inspirar, e a tarde ficava em casa a escrever. Um dia, enquanto caminhava na praia, ele viu um vulto que parecia dançar. Ao chegar perto, ele reparou que se tratava de um jovem que recolhia estrelas-do-mar da areia para, uma por uma, deitá-las novamente ao oceano. - Por que fazes isso? - perguntou o escritor. - Não vês! - explicou o jovem - a maré está baixa e o sol está a brilhar. Elas irão secar e morrer se ficarem aqui na areia.
O escritor espantou-se. - Meu jovem, existem milhares de quilómetros de praias por este mundo afora, e centenas de milhares de estrelas-do-mar espalhadas pela praia. Que diferença faz? Deitas umas poucas de volta ao oceano. A maioria vai morrer de qualquer forma. O jovem pegou mais uma estrela na praia, deitou de volta ao oceano e olhou para o escritor. - Para esta aqui eu fiz a diferença...
Naquela noite o escritor não conseguiu escrever, sequer dormir. Pela manhã, voltou à praia, procurou o jovem, uniu-se a ele e, juntos, começaram a jogar estrelas-do-mar de volta ao oceano."


São tantas as estrelas longe do mar...a maioria de nós está fora, distante do nosso habitat natural...
Busquemos o nosso mar, o nosso habitat...o mais perto que puder...assim fica mais fácil,mais tranquilo, mais natural...a vida modifica levemente...sem esforço...


Abraço perto do mar!


Tati